Momento de reflexão

Vi um padre da cidade de Chapecó concedendo uma entrevista onde dizia: “Uma tragédia como essa, também é professora. Pois nos ensina.”

Eu não possuo religião, mas possuo fé. Acreditar em algo, seja você tendo certeza ou dúvidas, muitas vezes é algo que te move. Nem gosto de ficar comentando sobre isso, afinal, penso ser de foro íntimo de cada um, cada um na sua, com sua fé, sua crença, etc; Num momento como esse, de uma tragédia de dores incalculáveis, como disse o padre, impossível não se deparar com inúmeras reflexões e certamente, ao final, iremos nos questionar em reflexões sobre a vida.

chape

Seria o destino? Seria um propósito? Seria um acontecimento como qualquer outro da natureza humana? Um efeito borboleta? Quem não parou para fazer essas perguntas, não é mesmo? Muitos irão se perguntar: como alguém pode permitir que isso aconteça? Outros, irão dizer que foi uma condição divina. Muitos conseguirão se confortar com palavras de fé, de destino. Outros, jamais irão se conformar seja quais palavras forem ditas.

Oras, se uma tragédia como essa gera tanta confusão, angústia, medo e tristeza, como pode alguém dizer que ela ensina algo? Eu penso que ela ensina. Seja qual for sua concepção de mundo, ela nos mostra que a vida é curta, simples, pequena e rápida. Para alguns isso seria um recomeço, para outros, um final. A certeza que a nossa vida, assim como ela é, tem um valor pequeno, porém, todos os dias, necessitamos valorizá-la mais.

O comportamento daqueles que aqui ficam, também é um aprendizado. Como pode uma tragédia como essa construir a grandiosa união de um estado, um país, um planeta? Naquele avião, não estavam somente os sonhos de seus passageiros, mas também, os sonhos de muita gente. Além da dor familiar, ela alcança a dor das crianças, de uma torcida, de uma cidade inteira. E essa dor nos alcança de forma plena, pois conseguimos nos imaginar em seus lugares. E por isso dói ainda mais. Além de seres humanos, lá estavam heróis que simbolizavam um sentimento. E pergunto: o que seria nossas vidas sem estes símbolos que nos representam? Símbolos da alegria, da emoção, da tristeza, do amor, da crença, etc;

A vida vai seguir, todos irão se reerguer, todos irão se ajudar, mas o passado jamais será esquecido. O valor das nossas foi duramente questionado e, certamente, daqui em diante, nossas vidas serão diferentes. Mas, apesar da tristeza e da fraqueza que isso está nos causando, esse momento também poderá nos ensinar que a glória, a felicidade, a conquista e a memória se eternizam.

 

 

 

Tubarão inicia a Copa do Brasil

O Tubarão viajou à Parauapebas, no Pará, para o início da Copa do Brasil, hoje às 20h30 na cidade paraense. A time levou a equipe reserva com alguns juniores e subiram para o time principal já que os titulares enfrentam o Maringá, no domingo, pelo paranaense.

lec12

O destaque será o goleiro Vitor, que agora figura entre os reservas e fará seu primeiro como titular depois da polêmica envolvendo sua escolha de não jogar aos sábados devida à religião. Se vencer por mais de gols de diferença o Tuba poderá eliminar o jogo de volta, mas isso não será fácil, uma vez que a equipe paraense vai com tudo em busca da vitória em cima do alviceleste.

Torcida é para que a rapaziada faça um bom jogo e tragam um resultado importante.

Saiu a tabela do Brasileirão Série B

E o Tubarão vai estrear diante da torcida na Série B de 2016, ainda é uma tabela base para o primeiro turno da competição, mas a maioria dos jogos devem se confirmar. No segundo turno, mudam-se os mandos de campo. Os jogos serão às terças, sextas e sábados, veja:

lec10

1ª – Londrina x CRB
2ª – Goiás x Londrina
3ª – Londrina x Náutico
4ª – Joinville x Londrina
5ª – Londrina x Paraná
6ª – Londrina x Tupi
7ª – Ceará x Londrina
8ª – Londrina x Vila Nova
9ª – Oeste x Londrina
10ª – Bahia x Londrina
11ª – Londrina x Vasco
12ª – Luverdense x Londrina
13ª – Londrina x Brasil de Pelotas
14ª – Londrina x Criciúma
15ª – Paysandu x Londrina
16ª – Atlético GO x Londrina
17ª – Londrina x Sampaio Corrêa
18ª – Avaí x Londrina
19ª – Londrina x Bragantino

Discussão sobre concessão do estádio do Café

Hoje, acontece na câmara de vereadores a primeira discussão sobre o projeto de lei da prefeitura que pretende realizar a concessão de 10 anos do estádio do Café para a iniciativa privada. No caso, a prefeitura alega não ter recursos para cuidar do estádio.

café1

O estádio realmente precisa de muitos reparos, manutenção e uma nova organização, eu não sei se a forma de concessão seria a melhor maneira de contribuição para as melhorias no Café, porém, algumas medidas podem ser urgentes.

O curioso é que, a “gestão técnica” pelo visto não está conseguindo gerir o estádio como deveria e este é um grande problema, afinal, o estádio é público, é de Londrina e embora as concessões sejam diferentes de privatizações, muitas vezes, são o início de um processo e estamos vendo o que está acontecendo com as privatizações de estádios pelo Brasil a fora.

O Tubarão está vacilando

Jogando em casa, diante do Atlético, mais uma vez o Tubarão vacilou no Paranaense 2016. Dessa vez, o empate em 1 a 1 saiu com gosto amargo, pois o que se viu em campo foi um time apático, sem vontade, lento e cansado. Essa não é primeira vez que o Londrina está morto no gramado, mesmo vencendo, o time não demonstra empolgação.

lec9
Foto: Wellington Ferrugem

O problema de tudo é que o campeonato é curto e vacilos como o de ontem podem custar caro no final das contas, ainda mais que o LEC ainda enfrenta Maringá e Operário com as duas equipes querendo sair da degola.

É fato que o Londrina ainda demonstrou futebol em 2016. Os jogos que venceu, conseguiu a vitória na vontade, na raça, a técnica ainda não apareceu. O problema é, que agora, até mesmo a vontade, a garra e a vontade de vencer parece ter desaparecido. Se o elenco não encontrar novamente o desejo de vencer em campo as próximas semanas serão complicadas.